Domingo, 19 de Maio de 2019
(67) 9 8139-0667

publicidade
 
26/02/2019 - 18:42
Mulher mata idosa batendo a cabeça no meio fio
Assassina chama vítima de "vozinha querida"
Antonio Neres
g1 MS e foto do facebook

Uma covardia. Definição da polícia para o bábaro crime que teve como vítima uma senhora indefesa de 79 anos. O crime no sábado(23) em Campo Grande, mas a elucidação ocorreu nesta terça(26).

Ao chegar a autora, todos ficaram perplexos e indignados, já que ela chamava a vítima de vó, vozinha, vozinha querida, essas eram algumas das maneiras que a motorista particular Pamela Ortiz de Carvalho, de 36 anos, usava para chamar a idosa, de 79 anos, assassinada por ela brutalmente em Campo Grande, no sábado (23). A informação é Polícia Civil e foi dada nesta terça-feira (26) durante coletiva de imprensa.

"No dia que descobrimos o corpo, tiramos fotos e mostramos para a Pamela. E mesmo diante de tantas provas contra ela, ela chegou a dizer: nossa, o que fizeram com a minha vozinha?", disse o delegado Carlos Delano.

A Polícia classificou Pamela como uma pessoa fria, dissimulada e com traços de psicopatia.

"Desde o dia que ela chegou aqui, ela manteve o mesmo tom de voz. Sempre se mostrando preocupada com a vítima, querendo passar a impressão de uma pessoa boa e do bem. Mas nós sabemos que tudo isso é um grande teatro", afirmou a delegada responsável pelo caso, Christiane Grossi.

Ainda de acordo com a polícia, Pamela só confessou o crime após sete horas de interrogatório. Porém, sustentou a seguinte versão: disse que estava levando a idosa para passear e que em um determinado momento houve uma discussão entre elas.

A vítima teria pulado com o carro ainda em movimento e batido a cabeça no meio-fio. Na sequência, ela diz que ficou desesperada e bateu ainda mais a cabeça da idosa no concreto - levou a mulher para debaixo de uma árvore e cobriu o corpo com galhos. Versão contestada pela pela perícia, que localizou uma grande quantidade de sangue no local, e o rosto da idosa completamente desfigurado, demonstrando que houve agressão intensa.

A motorista postou há 6 meses em suas redes sociais um vídeo pedindo respeito a idosos. Ela foi indiciada por homicídio e ocultação de cadáver.

O advogado de Pamela, Edmar Soares, disse que a família da cliente informou que ela tem problemas psiquiátricos. E a que a motorista fez questão de dizer que agiu em legítima defesa.

Por G1 MS com assessoria

Deixe seu Comentário
publicidade
Facebook

facebook googleplus pinterest twitter